OCUPAÇÃO MAGDALENA

Residência artística com realização do Coletivo Galeria Gruta e Goethe Institut SP, de setembro a novembro de 2019 na Vila Itororó, São Paulo, um projeto ligado ao The Magdalena Project – uma rede dinâmica e intercultural de mulheres no teatro e na performance.

Vila Itororó – http://vilaitororo.org.br/ R. Pedroso, 238 – Bela Vista, São Paulo – SP (Mapa)

.

P R O G R A M A Ç Ã O

s e t e m b r o

  • Residência artística BURIED com Jill Greenhalgh e Thaís Medeiros

Dias: 17 a 20/09

.

.

  • Abertura Oficial OCUPAÇÃO MAGDALENA Roda de Conversa com Jill Greenhalgh (Magdalena), Thaís Medeiros (Coletivo Galeria Gruta), Karine Legrand (Goethe Institut SP) e Diogo Viana (Vila Itororó)

Data: 21/09 (sábado)

Horário: 14h

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

.

Performance-Instalação BURIED

Esse projeto de Performance-Instalação começou com uma exploração das respostas individuais e coletivas à palavra BURIED (enterrado). Memórias enterradas, segredos enterrados, erros enterrados, corpos enterrados, sofrimento enterrado, evidências enterradas, tesouros enterrados. É um lugar de silêncio e contemplação. Honra aqueles que foram perdidos e enterrados antes do tempo.

Concepção e Direção: Jill Greenhalgh (Reino Unido) com colaboração de Thaís Medeiros (Brasil)

Performance: Thaís Medeiros

Músico: Ivan Medeiros

Realização: Coletivo Galeria Gruta

Jill Greenhalgh agradece a inspiração da Residência O Levante, Lívia Gaudencio, Andressa Moreira Hazboun, Antonela Verónica Gonzalez, Flávia Almeida Vieira Resende, Janaína Matter, Johanna Gabrieli Klosowski, María Fernanda Del Castillo de la Torre, Paola Bebiano, Solange Akierman, Tatiana Silva Mota e Vera Ribeiro.

Performance: 21/09

Horário: 14h

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

.

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

Permanência da Instalação: 21/09 a 13/10

.

Jill Greenhalgh (Reino Unido) é uma das fundadoras do The Magdalena Project (rede Internacional de Mulheres no Teatro Contemporâneo) em Cardiff (1986). Como diretora artística, ela produziu um amplo espectro de projetos internacionais, festivais, conferências e comissões, além de dirigir e explorar suas próprias performances, que percorreram 4 continentes nos últimos 40 anos. Foi professora de Estudos da Performance na Universidade do País de Gales 2002-2015. Ela mora no interior do país de Gales e tem duas filhas.

Thaís Medeiros (SP), Atriz, diretora, dramaturga, artista visual e produtora. Desde 1990 desenvolve trabalhos ligados à área de teatro e artes plásticas. Fundadora do Coletivo Galeria Gruta que realiza desde 2008 intervenções urbanas exposições, instalações e performances e usa a arte/poesia como espaço para questionar e refletir fenômenos existenciais e políticos. Idealizadora do Ocupação Magdalena Vila Itororó 2019, integra a rede internacional de mulheres do teatro contemporâneo “The Magdalena Project” e participou de vários festivais ligados à mesma.

.

.

o u t u b r o

Performance-Instalação BURIED

Esse projeto de Performance-Instalação começou com uma exploração das respostas individuais e coletivas à palavra BURIED (enterrado). Memórias enterradas, segredos enterrados, erros enterrados, corpos enterrados, sofrimento enterrado, evidências enterradas, tesouros enterrados. É um lugar de silêncio e contemplação. Honra aqueles que foram perdidos e enterrados antes do tempo.

Concepção e Direção: Jill Greenhalgh (Reino Unido) com colaboração de Thaís Medeiros (Brasil)

Performance: Thaís Medeiros

Músico: Ivan Medeiros

Realização: Coletivo Galeria Gruta

Jill Greenhalgh agradece a inspiração da Residência O Levante, Lívia Gaudencio, Andressa Moreira Hazboun, Antonela Verónica Gonzalez, Flávia Almeida Vieira Resende, Janaína Matter, Johanna Gabrieli Klosowski, María Fernanda Del Castillo de la Torre, Paola Bebiano, Solange Akierman, Tatiana Silva Mota e Vera Ribeiro.

Performances: 05/10, 12/10 e 13/10

Horário: 16h

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

Permanência da Instalação: 21/09 a 13/10

Jill Greenhalgh (Reino Unido) é uma das fundadoras do The Magdalena Project (rede Internacional de Mulheres no Teatro Contemporâneo) em Cardiff (1986). Como diretora artística, ela produziu um amplo espectro de projetos internacionais, festivais, conferências e comissões, além de dirigir e explorar suas próprias performances, que percorreram 4 continentes nos últimos 40 anos. Foi professora de Estudos da Performance na Universidade do País de Gales 2002-2015. Ela mora no interior do país de Gales e tem duas filhas.

Thaís Medeiros (SP), Atriz, diretora, dramaturga, artista visual e produtora. Desde 1990 desenvolve trabalhos ligados à área de teatro e artes plásticas. Fundadora do Coletivo Galeria Gruta que realiza desde 2008 intervenções urbanas exposições, instalações e performances e usa a arte/poesia como espaço para questionar e refletir fenômenos existenciais e políticos. Idealizadora do Ocupação Magdalena Vila Itororó 2019, integra a rede internacional de mulheres do teatro contemporâneo “The Magdalena Project” e participou de vários festivais ligados à mesma.

.

.

.

.

.

Performance – O quê nos separa?

Ação performático-reflexiva sobre o projeto Mulheres Possíveis: corpo, gênero e encarceramento, trabalho desenvolvido com mulheres em situação de cárcere, na Penitenciária Feminina da Capital.

Com Leticia Olivares (Rubro Obsceno) e Sandra-X (Coletivo Dodecafônico)

Performance: 26/10

Horário: 14h

Duração: 30 min

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

Leticia Olivares (Brasil – SP) é atriz, diretora, mestre em Artes Cênicas (ECA-USP), cofundadora do Coletivo Rubro Obsceno, que realiza trabalhos artístico-sociais com diferentes grupos de mulheres. Idealizadora, junto a artistas do Coletivo Teatro Dodecafônico, do projeto Mulheres Possíveis, aplicado na Penitenciária Feminina da Capital desde 2016.

.

.

.

Sandra-X (Brasil – SP) é cantora, performer, faz trilhas sonoras para dança, atua na formação vocal de outros artistas. Desde 2014 faz intervenção e performance urbanas com o Coletivo Dodecafônico e, a partir de 2016, iniciou, com três parceiras, trabalhos na Penitenciária Feminina da Capital, desenvolvendo diferentes laboratórios com mulheres encarceradas no projeto Mulheres Possíveis.

.

.

.

.

.

Pocket Show – Marília Calderón

Show: 26/10

Horário: 14h40

Duração: 20 min

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

Marília Calderón é compositora, cantora e artista de rua. Gravou os álbuns “Teko Porã”, com banda, “Na cachola”, com Walter Garcia, e agora grava seu primeiro álbum solo – “A saudade é um vagão vazio”. Apresenta canções autorais inspiradas pela canção brasileira e latino-americana, pelas suas (de)formações e experiências em Antropologia, Teatro e Psicanálise, e por suas andanças pela cidade. Apresenta-se com violão, sanfona e voz

.

.

.

Trabalho em processo A BOFETADA e outros contos de liberdade

“A tradição faz de nós aquilo que somos”

Uma performance narrativa que traz à cena contos africanos da tradição oral.

Contos que nos falam sobre o poder do povo, da liberdade e da quebra das expectativas impostas ao individuo pela sociedade.

Atuação e adaptação de texto: Luiza Bitencourt

Direção: Edivaldo Zanotti

Produção: Magdalena³ – coletivo internacional de mulheres na arte

Performance: 26/10

Horário: 15h

Duração: 30 min

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

.

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

Luiza Bitencourt (Brasil – Jundiaí) – Atriz, contadora de histórias, diretora, docente e produtora cultural. Formada em técnico de artes cênicas pelo Indac (2004 – 2007) e licenciada em Letras – Português/ Espanhol pela FMU. (2014-2018). Integrante do Magdalena³ – coletivo internacional de mulheres na arte vinculado a Rede The Magdalena Project. Atualmente também está atuando no espetáculo “Lazos – estrajeras en nuestras propias tierras” junto de Natalia Tesone com direção de Ana Woolf (Argentina).


.

.

  • Roda de conversa As artistas falarão sobre seus trabalhos e suas experiências na rede The Magdalena Project Com as artistas Leticia Olivares (Rubro Obsceno), Luiza Bitencourt (Magdalena³) e Sandra-X (Coletivo Dodecafônico) Mediação: Eliane Diniz

Data: 26/10

Horário: 16h

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

.

.

Performance Fragmentos do personagem “Mulher Contra o Vento”

Esta pequena intervenção traz fragmentos de uma personagem da obra “Coma-me: o estado de revolta” do grupo Contadores de Mentira, e traz reflexões sobre a opressão contra a mulher.

Com Daniele Santana

Performance: 27/10

Horário: 14h

Duração: 30 min

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

.

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

Daniele Santana (Brasil – SP) é atriz, ativista e gestora cultural. Trabalha com o grupo Contadores de Mentira desde 2004, desenvolvendo trabalhos teóricos e pesquisa prática sobre Teatro Antropológico, com ênfase nos conceitos de “Metáfora, rito e celebração”, que é a base de pesquisa do grupo, e participa das produções do mesmo.

.

.

.

.

Performance-Instalação Tapete Manifesto

Ação performática traz à cena uma reflexão sobre o tema da violência contra as mulheres bem como a massificação e vulgarização da morte nos dias atuais. Uma procissão simbólica, um manifesto poético cênico inspirado nos tapetes devoção (realizados nas festas religiosas de Corpus Christi) contra a trágica tradição de assassinatos de mulheres no Brasil.

Trata-se de um ritual poético, uma tentativa de, a partir do espaço da performance, sacralizar a vida das mulheres violentadas e assassinadas, criando no momento da confecção da obra, uma nova realidade.

Concepção e Direção: Thaís Medeiros

Performers: Thaís Medeiros, Ivani Andrade, Valdir Ferreira e Ulysses Sanchez

Atrizes convidadas: Solange Akierman e Eliane Diniz

Músico: Ivan Medeiros

Performance: 27/10

Horário: 15h

Duração: 30 min

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

.

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

Thaís Medeiros (Brasil – SP), Atriz, diretora, dramaturga, artista visual e produtora. Desde 1990 desenvolve trabalhos ligados à área de teatro e artes plásticas. Fundadora do Coletivo Galeria Gruta que realiza desde 2008 intervenções urbanas exposições, instalações e performances e usa a arte/poesia como espaço para questionar e refletir fenômenos existenciais e políticos. Idealizadora do Ocupação Magdalena Vila Itororó 2019, integra a rede internacional de mulheres do teatro contemporâneo “The Magdalena Project” e participou de vários festivais ligados à mesma.

.

.

  • Roda de conversa As artistas falarão sobre seus trabalhos e suas experiências na rede The Magdalena Project Com Daniele Santana (Contadores de Mentira), Eliane Diniz, Ivani Andrade, Solange Akierman e Thaís Medeiros (Coletivo Galeria Gruta). Mediação: Luiza Bitencourt

Data: 27/10

Horário: 16h

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

.

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

.

.

n o v e m b r o

Workshop “O Vento, a Borboleta e a Búfala: os corpos de Iansã para os corpos em cena”

Esta oficina é resultado da investigação de mestrado “Os elementos da dança de Iansã como possibilidade de criação cênica” com dissertação defendida em 2017 no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas na Universidade Federal do Rio Grande do Norte PPGARC/UFRN. A pesquisa visa aproximar elementos da codificação corporal da dança e da mitologia desta deusa afro-brasileira dos “treinamentos” que buscam a ampliação do vocabulário corporal, poético e energético de atores e atrizes trabalhando aspectos arquetípicos desta Iyabá. O resultado do workshop será apresentado no sábado (09/11) às 14h na Vila Itororó (Rua Pedroso, 238)

Ministrante: Daniela Beny

Dias: 04 a 08/11

Local: Centro Cultural Olido // Rua São João, 473

Carga-horária: 15 horas.

Segunda à sexta-feira das 10h às 13h

Público-alvo: pessoas com experiência em teatro, dança ou performance.

Faixa etária: a partir dos 18 anos.

Número de participantes: 15 pessoas.

Gratuito

Inscrições: primeiros inscritos através do e-mail galeriagruta@gmail.com (assunto: inscrição workshop Daniela Beny)

Enviar: nome completo, RG e telefone

Abertura das inscrições: 21/10

Os selecionados serão comunicados por e-mail

*Obs: Por favor, participantes do workshop – levar roupas leves e confortáveis

.

Daniela Beny (Brasil – Maceió), Atriz, encenadora, iluminadora e professora de teatro. Atualmente doutoranda em Artes Cênicas pela UFBA, mestra em Artes Cênicas pela UFRN e Especialista em Antropologia pela UFAL. Investiga a dança de Orixás como possibilidade de criação cênica para atores e atrizes. Componente da Invisível Companhia de Teatro (Maceió/AL) e da Patacuri – Cultura, Formação e Comunicação Afroameríndia (Maceió/AL).

.

.

Demonstração do workshop

“O Vento, a Borboleta e a Búfala: os corpos de Iansã para os corpos em cena”

Ministrante: Daniela Beny

Data: 09/11

Horário: 14h

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

.

Lançamento do Livro “OJU OMIM OMOREWÁ – O Afoxé Dança para Iansã”

Autora: Daniela Beny

Data: 09/11

Horário: 14h40

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

.

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

.

.

Performance “TRAVESSIA – da Opressão à Expressão”

Travessia é uma performance solo de Bárbara Santos sobre o desafio estético de encontrar-se ao atravessar-se. Sobre a dificuldade de percorrer memórias de histórias mal contadas ou ocultadas. Sobre a dor de perceber onde se alojam e se perpetuam correntes concretas e alegóricas que aprisionam o corpo colonizado que abriga a alma subjugada. Sobre o risco de reconhecer e de enfrentar amarras objetivas que constituem a subjetividade de um si mesma que previne a experiência plena de se ser. A performance se materializa no ato mesmo de atravessar o corpo colonizado para descobrir e libertar o corpo político.

Concepção e atuação: Bárbara Santos

Preparação corporal: Charles Nelson

Figurino: Ângela Fagundes

Performance: 09/11

Horário: 15h

Duração: 30 min

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

.

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

Bárbara Santos (Brasil – Alemanha) Diretora, escritora, pesquisadora, atriz e Kuringa, É diretora artística de KURINGA – espaço para o Teatro do Oprimido em Berlim (Alemanha) e fundadora da Rede Ma(g)dalena Internacional – Teatro das Oprimidas composta por praticantes e coletivos da América Latina, Europa, África e Ásia. Integra a ITI-Alemanha (Instituto Internacional de Teatro – UNESCO). Autora de “Raízes e Asas – uma teoria da praxis” (Português, 2016; Espanhol, 2017; Italiano, 2018; Inglês, 2019); “Percursos Estéticos” (Portugês, 2018) e “Teatro das Oprimidas” (Português, 2019). Interpretou Filomena, no filme “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, de Karim Aïnouz, ganhador do Grand Prix, melhor filme, da mostra Un Certain Regard, do Festival de Cannes 2019. Como performer, em Travessia, investiga a conversão do corpo cênico em corpo político

.

.

  • Roda de conversa As artistas falarão sobre seus trabalhos e suas experiências na rede The Magdalena Project Tema: A Voz da Mulher na Arte Com as artistas Bárbara Santos (Brasil – Alemanha) e Daniela Beny (Brasil – Maceió). Mediação: Daniele Santana

Data: 09/11

Horário: 16h

Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

Entrada gratuita

.

OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

.

.

.

.

  • Constantina convida Magdalenas Encontro com as artistas residentes na Ocupação Magdalena com um menu especialmente inspirado no trabalho das artistas e na rede The Magdalena Project. Um momento de encontro e trocas poéticas sobre o trabalho da mulher nas artes

    Data: 09/11 (sábado)

    Horário: 19h às 22h

    Local: Casa Constantina // Rua Conselheiro Nébias, 1433

    Entrada R$ 35,00

    Casa Constantina é um projeto que envolve as coisas que mais gostamos de fazer na vida: receber, estar com, acolher e promover o encontro entre pessoas queridas. Tudo isso ao som dos talheres tilintando, do calor do fogo e do cheiro do tempero na panela.

    .

    .

    .

    Performance Eu fui no Itororó

    Uma exploração/expedição sobre os variados sentidos que a Vila Itororó pode abarcar.

    Com Solange Akierman

    Data: 10/11

    Horário: 14h

    Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

    Entrada gratuita.

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

    .

    Solange Akierman é bacharel em Artes Cênicas pela ECA/USP . Participou da montagem “Os Possessos” de Dostoiévski, direção de Antonio Abujamra ao lado de Daniela Beny. Fez parte em setembro de 2019 da residência Buried de Jill Greenhalgh em BH. Participa da performance Tapete Manifesto de Thais Ivana de Medeiros como colaboradora do Coletivo Gruta . Integra o Núcleo Mulheres em Movimento( ELT) e o núcleo AND São Paulo de práticas continuadas do Modo Operativo AND vinculado ao AND Lab Lisboa.

    .

    .

    .

    Pocket Show – ESSI duo GAMIA

    É o encontro de dois duos; Essi Duo formado pelos irmão Simone e Nelton Essi; com Duo Gamia de Rosa Rhafa também com Nelton formando um trio muito peculiar com vibrafone e vozes. O trio vai apresentar repertório das duas formações com músicas brasileiras e jazz de forma camerística e inusitada.

    Show: 10/11

    Com: Rosa Rhafa, Simone Essi e Nelton Essi

    Horário: 14h40

    Duração: 20 min

    Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

    Entrada gratuita

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

    .

    .

    .

    .

    Performance Grito Poético

    “Da urgência nasce o ato, a ação, a rebelião. Um grito contra a violência, a guerra, a fome, o abuso, a indiferença..” Um grito poético que resgata a sacralidade da mãe terra, que resgata a compaixão. A poesia provoca o sonhar o meditar o pensamento…”

    Grito Poético é uma performance que traz uma projeção de imagens em vídeo aliadas a uma intervenção cênica da atriz/performer Paola Luna Vellucci, buscando como expressão uma linguagem corporal que se aproxima do essencial: a vida em si mesma com todas as contradições que carrega.

    Com Paola Luna

    Performance: 10/11

    Horário: 15h

    Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

    Entrada gratuita

    .

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

    .

    Paola Luna (Itália-Brasil) é uma artista multimídia que explora a relação entre o corpo físico e as imagens em movimento através performance, vídeo e instalação. Fundadora e Sócia da Produtora Studioline Filmes, Rio de Janeiro, começa, na década 80, a fase de experimentação na vídeo arte, participando de Festivais Nacionais e Internacionais.

    Idealizadora, Curadora, e Co-diretora Artística do primeiro Festival Internacional Multicidade – Mulheres nas Artes Cênicas – Rio de Janeiro 2015, onde apresentou a performance Gotas d’ água. Idealizadora, Co-Curadora e Diretora Geral do segundo Festival Internacional Multicidade – Mulheres nas Artes Cénicas – Rio de Janeiro 2018, onde apresentou a instalação “ Grito Poético “.

    .

    .

    Pocket Show – Luana Baptista

    Show: 10/11

    Horário: 15h40

    Duração: 20 min

    Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

    Entrada gratuita

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

    .

    Luana Baptista, é cantora e compositora, nascida em Montevidéu, Uruguai.

    Em São Paulo desde 2014, pesquisa diferentes linguagens de improvisação, música vocal e cantos ancestrais da América Latina e do mundo.

    Já se apresentou em vários países e festivais internacionais e tem dois discos lançados.

    Atualmente além de fazer parte do Nomade, Luana se dedica ao seu projeto autoral solista, ao duo LUME, e a aprofundar nos seus estudos de som como ferramenta de cura.

    .

    .

    .

    .

    Lançamento do Livro “Teatro das Oprimidas”

    Autora: Bárbara Santos

    Data: 10/11

    Horário: 16h

    Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

    Entrada gratuita

    .

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

    .

    .

    • Roda de conversa As artistas falarão sobre seus trabalhos e suas experiências na rede The Magdalena Project Com as artistas Paola Luna (Multicidade) e Solange Akierman (Brasil – SP)

    Data: 10/11

    Horário: 16h20

    Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

    Entrada gratuita

    .

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

    .

    .

    .

    dezembro

    Exposição fotográfica

    Imagens em Ruínas

    Imagens em ruínas:
    O que se revela e o que se oculta entre as camadas do tempo e os fragmentos da imagem.

    Fotografia: Anna Julia Santos

    Data: 14/12

    Horário: 15h

    Local: Casa 8 – Vila Itororó

    Permanência: 15/12

    Entrada gratuita

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

    .

    Anna Julia Santos é Goiana, residente em São Paulo, graduada em Audiovisual pela ECA-USP, com habilitação em Direção de Fotografia e Montagem (2008 – 2014).

    Trabalha desde 2010 como diretora de fotografia, cinegrafista, videomaker e operadora de câmera realizando documentários, séries de TV, webséries, reality shows, curtas e longas-metragens, videoclipes, publicidade, institucionais, DVD’s, dentre outros.

    Como diretora de fotografia realizou o longa-metragem “Os Jovens Baumann” (2018, dir. Bruna Carvalho), exibido na mostra Caleidoscópio do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e na Competitiva Silvestre do 16º IndieLisboa. Assina também a fotografia do curta-metragem “Mesmo com Tanta Agonia” (2018, dir. Alice Drummond), vencedor dos prêmios ABRACCINE e Canal Brasil de melhor curta-metragem e melhor fotografia no 51º Festival de Brasília e o prêmio de melhor imagem no Janela Internacional de Recife.

    Desde 2016 colabora com o Coletivo Galeria Bruta, registrando e editando performances. Também colaborou com a edição de vídeos para o Tríptico: Ossos, Batom Vermelho e Hamlet, da artista Thaís Medeiros.

    .

    .

    .

    Exposição fotográfica

    Entre Nós

    Entre Nós é um projeto sobre uma relação silenciosamente turbulenta entre mãe e filha. Com a mistura de fotos digitais e analógicas (de arquivo), o projeto trabalha com apropriação de imagens, ressaltando o papel inquestionável da fotografia – em que tudo é registrado. As fotos, mesmo as mais despretensiosas são um reflexo de quem somos através do que queremos retratar.

    Fotografia: Tatiana Mito

    Data: 14/12

    Horário: 15h

    Local: Casa 8 – Vila Itororó

    Permanência: 15/12

    Entrada gratuita

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

    .

    Tatiana Mito é formada em fotografia pela Escola Panamericana, reside em São Paulo e procura sempre aprender mais trabalhando em eventos e realizando ensaios. Fez cursos de audiovisual no Instituto de Cinema no Sesc e no MIS. Já atuou na direção de arte na fotografia de moda.

    .

    .

    .

    Performance-Instalação

    Tríptico: Ossos, Batom Vermelho e Hamlet

    Performance-Instalação de Thaís Medeiros que aborda de forma poética temas existenciais morte / vida, o ser ou não ser na contemporaneidade. Um trabalho Inspirado nas personagens Hamlet/Ofélia da obra de William Shakespeare e em poemas e experiências pessoais que remetem ao mesmo tema. Trata-se de um experimento cênico que busca um diálogo, um entrelaçamento entre a poética teatral e as artes visuais.

    Concepção e performance: Thaís Medeiros

    Música: Devon Glover e Helen Chadwick

    Voz: Helen Chadwick

    Edição de vídeo: Anna Júlia Santos

    Produção e Realização: Coletivo Galeria Gruta

    Data: 14/12

    Horário: 16h

    Local: Casa 8 – Vila Itororó

    Permanência: 15/12

    Entrada gratuita

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.

    .

    Thaís Medeiros (SP), Atriz, diretora, dramaturga, artista visual e produtora. Desde 1990 desenvolve trabalhos ligados à área de teatro e artes plásticas. Fundadora do Coletivo Galeria Gruta que realiza desde 2008 intervenções urbanas exposições, instalações e performances e usa a arte/poesia como espaço para questionar e refletir fenômenos existenciais e políticos. Idealizadora do Ocupação Magdalena Vila Itororó 2019, integra a rede internacional de mulheres do teatro contemporâneo “The Magdalena Project” e participou de vários festivais ligados à mesma.

    .

    • Roda de conversa As artistas falarão sobre seus trabalhos e suas experiências na rede The Magdalena Project. Com as artistas Thaís Medeiros (SP – Brasil), Anna Julia Santos (GO – Brasil) e Tatiana Mito (SP – Brasil). Mediação: Karine Legrand

    Data: 10/11

    Horário: 16h30

    Local: Casa 8 – Vila Itororó // Rua Pedroso, 238

    Entrada gratuita

    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10 minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até a Casa 8.


    .

    .

    .

    Instalação Tríptico: Ossos, Batom Vermelho e Hamlet  – Thaís Medeiros (SP – Brasil)

    Exposição fotográfica Imagens em Ruínas – Anna Julia Santos (GO – Brasil)

    Exposição fotográfica Entre Nós – Tatiana Mito (SP – Brasil)

    Data: 15/12 – domingo

    Horário: 16h
    Local: Casa 8 – Vila Itororó
    Entrada gratuita


    OBS: Necessário uso de calçado fechado e que cheguem ao local com 10
    minutos de antecedência para instruções de segurança e descida em grupo até
    a Casa 8.

    .

    .

    .

    Ocupação Magdalena Vila Itororó 2019

    FICHA TÉCNICA

    .

    CURADORIA e COORDENAÇÃO GERAL // Thaís Medeiros

    COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO // Thaís Medeiros, Ivan Medeiros Masocatto e Karine Legrand

    PRODUÇÃO EXECUTIVA //Coletivo Galeria Gruta e Francesca Tedeschi

    ASSISTÊNCIA DE PRODUÇÃO // ResolveJá

    SITE // Fil Alencar

    ARTE e IDENTIDADE VISUAL // Thaís Medeiros

    DESIGNER GRÁFICO // Ulysses Sanchez

    FOTOGRAFIA // Tatiana Mito

    VÍDEO // Anna Julia Santos

    PRODUÇÃO e REALIZAÇÃO // Coletivo Galeria Gruta, Instituto Goethe São Paulo e Prefeitura de São Paulo

    APOIO CULTURAL // Vila Itororó, Centro Cultural Olido, ResolveJá, Terras Nikson e Ibis Budget

    REDE INTERNACIONAL // The Magdalena Project

    .

    Maiores informações clique aqui aqui

    .